O Lobisomem de St. Bonnet

Um dos mais famosos lobisomens foi o francês Gilles Garnier, que viveu no século XVI, e cujas vítimas eram principalmente crianças. Suas vítimas eram encontradas com as mesmas características. Corpos mutilados ou dilacerados, e partes do corpo comidas! Finalmente as autoridades resolveram tomar providências, e em 15 de setembro de 1573, foi o assinado um decreto.

A caça ao lobo assassino foi instituída, mas ele não seria capturado logo! O Homem-Lobo de ST. Bonnet ai fez mais vítimas! Somente dois meses depois se conseguiu chegar perto do lobisomem quando aldeões escutaram gritos de uma criança seguidos pelos uivos de um lobo! Eles viram um homem fugindo, e ele foi reconhecido como Garnier! Quando outro menino desapareceu, organizou-se uma expedição à casa de Garnier! Gilles foi pego em flagrante, quando devorava mais uma vítima!

Garnier foi preso, juntamente com sua mulher, e confessou os crimes e disse que a esposa o ajudava a comer as vítimas. Finalmente, Gilles foi queimado vivo! Mas não seria o primeiro nem o último lobisomem da França! Muito terror ainda viria nos séculos subsequentes.

Fonte:  tenhamedo

Origem da superstição "Sexta Feira 13"

Sexta-feira 13 ou seja, uma Sexta-feira no dia 13, é considerada popularmente como um dia de azar.

Pensa-se que esta superstição poderá ter tido origem no dia 13 de Outubro de 1307, Sexta-feira, quando a Ordem dos Templários foi declarada ilegal pelo rei Filipe IV de França e os seus membros foram presos simultaneamente em todo o país. Alguns deles foram ainda torturados e mais tarde, executados por heresia.

Existem também versões que provêm de duas lendas da mitologia nórdica.

Na primeira delas, conta-se que houve um banquete e 12 deuses foram convidados. Loki, espírito do mal e da discórdia, apareceu sem ser convidado e originou desacatos que terminaram com a morte de Balder, o favorito dos deuses.
Daí nasceu a crença de que convidar 13 pessoas para um jantar acabaria em desgraça.



Numa outra história, a deusa do amor e da beleza era Friga. Quando as tribos nórdicas e alemãs se converteram ao cristianismo, Friga foi transformada em bruxa. Como vingança, ela passou a reunir-se todas as sextas com o Demónio e outras 11 bruxas. Os 13 juntos rogavam pragas aos humanos.

Outras possibilidades para esta crença têm origem no Cristianismo.

Uma delas prende-se com o facto de que Jesus Cristo foi supostamente morto numa Sexta-feira treze, uma vez que no calendário hebraico a Páscoa judaica é celebrada no dia 14 do mês de Nissan.

Recorde-se ainda que segundo o Cristianismo, na Última Ceia sentaram-se à mesa treze pessoas, sendo que duas delas, Jesus e Judas Iscariotes, morreram em seguida, por mortes trágicas, Jesus por execução e Judas supostamente por suicídio.
Fonte tenhamedo

Foto de um Fantasma Soldado da Guerra Civil de 1863

Numa visita de estudo ao campo de batalha de Gettysburg, Laura tirou esta fotografia sem que na altura pudesse aperceber-se de algo de estranho.

Numa zona de conhecida actividade paranormal, Laura analisou todas as fotografias que tirou nesse dia.

Uma das fotografias mostrou algo mais que um campo de batalha, mostrou tambem o suposto fantasma de um soldado que combateu na guerra civil em 1863.

Ela garante que não havia mais ninguem naquela área e muito menos vestido com a farda do exército de 1863.




Ampliação do Detalhe da Foto Original
Fonte: tenhamedo

Foto de um Fantasma de uma Criança Junto ao Tumulo

Mais um clássico dos fenómenos paranormais! A foto aqui representada, foi tirada em 1946 no cemitério de Queensland na Austrália por uma senhora.

Esta senhora foi visitar a campa da sua filha Joyce que morreu em 1945 com apenas 17 anos de idade. Quando tirou a fotografia do tumulo  não notou nada de incomum.

Mais tarde, quando foi revelar o rolo a senhora ficou surpreendida ao ver a imagem de uma criança sobre o túmulo da sua filha.

O fantasma da criança perece aperceber-se bem da presença da senhora, pois está olhando directamente para ela.

A senhora pôs de parte uma possível dupla exposição fotográfica, pois em todo o rolo, não tirou nenhuma fotografia a crianças.

No final de 1990, um investigador australiano, Tony Healy, curioso acerca desta mesma fotografia, foi investigar aquele cemitério. O que descobriu foi curioso, junto tumulo de Joyce estava o tumulo de duas crianças.
Fonte: tenhamedo

Foto de um Fantasma em uma Festa de Casamento

Jordan Martin de 12 anos, tirou esta fotografia na festa de casamento do casal que está a dançar no Tewkesbury Rugby Club em Gloucester.
Jordan, mais tarde quando revia as fotografias do casamento, é que reparou na estranha figura semelhante a uma mulher e que parece emergir do chão, junto ao DJ.
A mãe de Jordan, afirma não acreditar em fantasmas, mas mesmo ela já não está tão convicta disso, depois de ver a fotografia, de facto ela ficou inclusive um pouco chocada.




Fonte: tenhamedo

Foto do Fantasma do Avozinho

Esta foto foi tirada pela neta desta senhora em primeiro plano.
Foi num piquenique organizado pelo lar da terceira idade onde esta senhora está alojada que a neta tirou esta fotografia no dia 17 de Agosto de 1997.
Depois de revelar a foto, de facto a neta achou uma bonita da foto e mandou fazer uma cópia para a mãe.

Só passados 3 meses é que uma outra neta da idosa ao folhear o álbum de fotografias reparou na imagem por detrás da senhora e comentou o quão achava aquele senhor parecido com o seu avô, falecido no há 13 anos atrás, no dia 14 de Agosto de 1984.
Os familiares presentes ficaram perplexos... Na altura em que a foto foi tirada, não foi visto ninguém por detrás da senhora.




Em baixo estão algumas das fotografias do falecido esposo desta senhora e realmente as semelhanças não enganam.

Fonte:  tenhamedo

Foto Tirada de Celular Capta Fantasma

Esta foto foi tirada na cidade de Eastwood em Manila com um Nokia 7250. As duas raparigas estavam de saída para a "noite" e queriam tirar uma foto juntas.
Depois de pedirem a alguem para lhes tirar a foto, o que viram no ecrã do telemóvel foi chocante...
Um ser fantasmagórico por detraz da rapariga de direita que parecia estar agarrando-lhe o braço. Assustador...!

Fonte: tenhamedo

Fodo de um Fantasma Misterioso

Pouco ou nada se sabe sobre esta foto, consta até que a mesma esteve á venda no eBay.
Se olhar com atenção, verá duas figuras junto ao que se julga ser uma campa.
Se alguem possuir mais informação sobre esta foto, agradecia que entrasse em contacto conosco.

Fonte: tenhamedo

Foto do Fantasma A Senhora de Castanho.

Esta é talvez a fotografia de um fantasma mais conhecida de todo o mundo, a Senhora de Castanho (Brown Lady) como ficou conhecida.
Crê-se que este é o fantasma da senhora Dorothy Townsend que viveu na Inglaterra em meados dos anos 1700.

A foto foi tirada em 1963 durante uma sessão fotográfica para a revista Country Life Magazine.
O fotógrafo viu esta senhora a descer as escadas e gritou para a sua assistente, mas esta não conseguia ver a aparição, de facto ficou convencida que o seu colega sofria de alucinações. A foto provou o contrário.
O fantasma é conhecido como A Senhora de Castanho devido a esta ser vista várias vezes usando um vestido castanho.
Fonte: tenhamedo

Foto Fantasma Freddy Jackson

Tirada em 1919, esta é a fotografia do esquadrão de Sir Victor Goddard.

Na fila do topo, junto ao quarto elemento a contar da esquerda pode ver-se a face de outro homem.
Acredita-se ser a face de Freddy Jackson, um mecânico aeronautico que foi morto acidentalmente pela hélice de uma avioneta dois dias antes.
A foto foi tirada no dia do seu funeral e os membros do esquadrão reconheceram imediatamente a face.
Fonte: tenhamedo

Fantasma no Cemitério de Boothill

O Sr. Terry Ike Clanton tirou esta foto do seu amigo no cemitério de Boothill, que queria fotografias dele mesmo vestido ao estilo do Velho Oeste.

À direita do seu amigo junto às campas, aparece a imagem de um homem de chapéu.
O Sr. Claton garante que na altura não havia mais ninguem no cemitério para alem dele e do seu amigo.


Fonte: tenhamedo

Quer Saber Como é uma cremação?

Basicamente, os corpos são colocados em fornos e incinerados a temperaturas altíssimas, fazendo carne, ossos e cabelos evaporarem. Só algumas partículas inorgânicas, como os minerais que compõem o osso, resistem a esse calor para lá de intenso. São esses resíduos que compõem as cinzas, o pozinho que sobra como lembrança dos restos mortais de uma pessoa cremada. “No corpo humano, não existe nenhuma célula que tolere uma temperatura maior que 1 000 ºC. Um calor como esse é suficiente para derreter até metais”, afirma o médico legista Carlos Coelho, do Instituto Médico Legal de São Paulo. Apesar da aparência de prática moderna, a cremação é uma tradição de quase 3 mil anos. “Para as religiões do Oriente, queimar o cadáver é uma prática consagrada. O fogo tem uma função purificadora, eliminando os defeitos da pessoa e libertando a alma”, diz o perito criminal Ugo Frugoli. No mundo ocidental, por volta do século 10 a.C., os gregos já queimavam em fogo aberto corpos de soldados mortos na guerra e enviavam as cinza para sua terra natal. Apesar desse histórico, a cremação foi considerada ilegal em várias épocas, principalmente por motivos religiosos. Para os judeus, por exemplo, o corpo não pode ser destruído, pois a alma se separaria dele lentamente durante a decomposição. Já os espíritas pedem que o cadáver não seja incinerado antes de 72 horas – segundo eles, esse é o tempo necessário para a alma se desvincular do corpo. Entre os católicos, evangélicos e protestantes, não há restrições tão severas. No Brasil, a cremação é regulada pela Constituição. Quem quiser ter o cadáver reduzido a pó precisa deixar essa vontade devidamente registrada, com documento assinado por testemunhas e reconhecido em cartório. No fim de tudo, pode ser opção econômica para quem não tem onde cair morto.


















Uma curiosidade e dicas para quem quer ser cremado:

A Incineração reduz um corpo de 70 quilos a menos de 1 quilo de cinzas!


1. O processo de cremação começa quando a pessoa ainda está viva. Não se assuste — é que ela precisa registrar em cartório a vontade de ter seu corpo transformado em pó. Em relação a um sepultamento comum, as diferenças aparecem depois do velório, quando o caixão não é levado até a cova, mas para uma sala refrigerada. Em alguns crematórios, um elevador se abre no chão e desce com o corpo até o andar de baixo, onde ficam as geladeiras.

2. No subsolo funciona a chamada câmara fria. No crematório de São Paulo, por exemplo, o cômodo gelado é uma sala revestida de azulejos e com isolamento térmico, onde ficam prateleiras metálicas com capacidade para até 4 caixões. Os falecidos passam 24 horas no frio. Nesse período, a família ou a polícia podem requisitar o corpo de volta, no caso de mortes violentas como assassinatos.

3. Depois de um dia na geladeira, o cadáver entra em um forno com todas as roupas e ainda dentro do caixão — apenas as alças de metal são retiradas. Sustentado por uma bandeja que impede o contato direto com o fogo, o caixão é submetido a uma temperatura de 1 200 ºC. Esse calor faz a madeira do caixão e as células do corpo evaporarem ou volatilizarem, passando direto do estado sólido para o gasoso. O cadáver começa a sumir.

4. Depois de até duas horas no forno, apenas partículas inorgânicas como os óxidos de cálcio que formam os ossos resistem à onda de calor. Esses restos são colocados no chamado moinho, uma espécie de liquidificador que tritura os ossos com bolas de metal que chacoalham de um lado para o outro.

5. O moinho funciona por cerca de 25 minutos. Depois dessa etapa, as cinzas em pó são guardadas em urnas e entregues à família do morto.

Fonte:  issoebizarro

Veja Fotos de Escarnificação

Escarificação é um tecnica de modificação do corpo com objetivo de produzir cicatrizes.

O Escarificação tem sido utilizado por muitas razões e em muitas culturas diferentes. Seja como um rito de passagem na adolescência, ou para identificar o estado emocional de quem a faz, como momentos de tristeza ou de bem-estar. Isso é comum entre os aborígenes australianos e tribos da Nova Guiné. Escarificação é bastante comum na África Ocidental e da Nova Guiné, bem como o Congo e no sul do Sudão.



















































































No final, em todos os casos, o que sobra é isso:


Termos pesquisados para esta página:

Os Vivos e os Mortos - Creepypasta

Quando cheguei ao velório, o primeiro fato que me chamou a atenção dizia respeito a presença de Helena, sentada e prostrada ao abandono...

 

Antes de sair, gostaria de saber Como Ganhar Creditos de GRAÇA no seu Celular?